cunard suspendE temporARIAMENTE AS operaÇÕEs

Atualizado a 12 de março de 2021.

Devido às recentes restrições anunciadas pelo governo do Reino Unido sobre os cruzeiros internacionais, a Cunard estendou a sua pausa: 

  • Partidas do Queen Victoria canceladas até 27 de agosto de 2021.
  • Partidas do Queen Elizabeth canceladas até 11 de outubro de 2021.
  • Partidas do Queen Mary 2 canceladas até 12 de novembro de 2021.

Aqueles passageiros que tenham reservado algum dos cruzeiros cancelados receberão automaticamente um Crédito para Fututo Cruzeiro (FCC) de 125% do valor pago. Este FCC pode ser aplicado a qualquer nova reserva realizada antes de 31 de dezembro de 2021.

Alternativamente, oferece-se a opção do reembolso de 100% do valor pago. Para efetuar esta opção há que efetuar o pedido através da agência de viagens antes de 31 de dezembro de 2021.


Atualizado a 9 de dezembro 2020.

Cunard estendeu a sua pausa nas operações devido às continuas restrições de viagem que existem em todo o mundo.

As viagens com partida a bordo do Queen Mary 2 até 28 de maio de 2021 inclusive e a bordo do Queen Elizabeth até 4 de junho de 2021 inclusive estão agora canceladas. As partidas do Queen Victoria não estão afetadas e estão programadas para recomeçarem a 17 de maio de 2021.

O presidente da Cunard, Simon Palethorpe disse: “A nossa extensão na pausa das operações é o resultado das atuais restrições sobre os cruzeiros no Reino Unido e em todo o mundo e dos mais importantes tempos de espera para voltar ao serviço, uma vez que se levantem essas restrições".

“Lamentamos muito a decepção que sabemos que isto causará. Sabemos o carinho e o tempo que os nossos passageiros têm para planear umas férias e nos desculpamos porque os nossos clientes agora têm que esperar um pouco mais para viajar com a Cunard de novo".

“A tremenda resposta às nossas viagens de 2022, que se colocaram à venda há somente umas semanas, demonstra claramente que os nossos passageiros estão ansiosos para viajar novamente connosco. Esperamos igualmente ansiosos o momento em que possamos dar as boas vindas aos nossos convidados ".


Atualizado a 25 Agosto 2020

Seguindo as recomendações do Gabinete de Relações Exteriores e Commonwealth do Reino Unido sobre a COVID-19 e a complexidade da operação de viagens globais, a companhia marítima de luxo Cunard Line decidiu prolongar a sua paragem na navegação:

  • Até 25 de março de 2021 para as partidas do Queen Elizabeth
  • Até 18 de abril de 2021 para as partidas do Queen Mary 2
  • Até 16 de maio de 2021 para as partidas do Queen Victoria

O Presidente da Cunard, Simon Palethorpe, disse: 

"Pedimos desculpa aos passageiros que planeavam viajar em qualquer uma das partidas afetadas por esta nova pausa. Depois de uma longa e minuciosa consideração, simplesmente não seria sensato começar a navegar novamente, depois de ter revisto os nossos horários e futuros itinerários". 

“O Queen Elizabeth regressou ao Reino Unido e com a crescente incerteza em torno da abertura de portos e países, não é prático permitir que continue com os itinerários que tinha planeado para 2021”.

Mesmo assim, para além da pausa na navegação, todas as partidas do Queen Elizabeth que estavam previstas para partir entre 26 de março de 2021 e 13 de dezembro de 2021 pela Austrália, Japão e Alasca, serão canceladas".

"Estas viagens serão substituídas por um programa europeu com itinerários mais curtos, que vão de 3 a 14 noites, com partida de Southampton. Estas novas partidas começarão no final de março de 2021, com uma série de viagens panorâmicas ao redor da costa da Cornualha, da costa oeste da Irlanda e das ilhas britânicas. Haverá também minicruzeiros para Amesterdão que incluirão uma noite na cidade, bem como viagens ao norte e ao sul da Europa, incluindo Noruega e Espanha, que também incluirão noites em várias cidades." 

“O novo programa do Queen Elizabeth será completado com uma série de itinerários de 7 e 14 noites pelo Mediterrâneo, com partidas de Barcelona. Um programa emocionante que, certamente, terá uma grande procura”.

Todos os novos itinerários do Queen Elizabeth poderão ser reservados a partir de 29 de setembro de 2020.

Palethorpe prosseguiu: "Além disso, reconhecendo a desilusão dos passageiros que embarcaram este ano na Volta ao Mundo do Queen Mary 2 (cujo itinerário foi encurtado devido ao COVID-19) e o cancelamento da sua Volta ao Mundo de 2021, temos o prazer de informar que o Queen Mary 2 irá realizar uma clássica Volta ao Mundo em 2022. Este itinerário substituirá as suas partidas previstas de 3 de janeiro de 2022 a 3 de abril de 2022, incluindo a viagem à América do Sul." 

Esta nova aventura de 104 noites partirá de Southampton no dia 10 de janeiro de 2022. Incluirá escalas na Grécia, Dubai, Sri Lanka, Singapura, Vietname, Hong Kong, Austrália e Bali, antes de regressar a Southampton via Abu Dhabi, Oman, Itália e Portugal. O navio atravessará o Canal do Suez tanto na ida como na volta. Este itinerário poderá reservar-se a partir de 8 de setembro de 2020, tanto como Volta ao Mundo completa, como por segmentos.

“A complexidade das nossas Voltas ao Mundo, com um mix de passageiros internacionais visitando numerosos países e continentes, cada um com umas regras de viagem diferentes, foi um fator chave para tomar esta decisão”.

Aqueles passageiros que tenham sido afetados por esta pausa, receberão 125% do que pagou como Crédito de Futuro Cruzeiro ou, se assim preferir, o rembolso de 100% da quantidade paga.


Atualizado em 9 junho 2020

A companhia marítima de luxo Cunard Line anunciou que, como resultado do contínuo impacto do COVID-19, amplia a pausa na navegação dos seus navios.

Enquanto nos navios Queen Mary 2 e Queen Victoria, a Cunard cancelou todas as partidas até 1 de novembro 2020 (incluído), no Queen Elizabeth foram canceladas todas as partidas até 23 de novembro 2020 (incluído).

O presidente da Cunard, Simon Palethorpe disse, “Devido às restrições de mobilidade em todo o mundo, a possibilidade de viajar livremente e de forma segura continua sendo muito complicado. Para a Cunard, que sempre celebra navegar com passageiros de diferentes nacionalidades por todo o mundo, esta decisão foi muito difícil. Também necessitamos entender todas as implicações que terá o COVID-19 nos nossos navios. É para isso que estamos trabalhando, com o maior nível de eficácia e eficiência possível, com destintas instituições governamentais, incluindo o Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC), e a Saúde Pública Inglesa, assim como com a Associação das Linhas de Cruzeiros (CLIA) e outros médicos especialistas que revisarão cada aspeto das travessias a bordo da Cunard”.

Também acrescentou: “Enquanto que sempre nos orgulhamos dos nossos altos níveis de saúde e segurança, estamos melhorando os nossos protocolos a bordo dos navios para garantir a melhor e mais segura experiência tanto a bordo como em terra. Únicamente voltaremos ao serviço quando tivermos um protocolo fiável, com todos os selos de aprovação e acreditação”.

A Cunard irá contatar com todos os passageiros afetados e com os seus agentes de viagem.

Tal e como a Cunard fez previamente a esta nova pausa, os passageiros que tinham uma reserva numa das viagens agora canceladas, receberão automaticamente 125% em forma de Crédito para um Futuro Cruzeiro. Este crédito poderá ser usado até 31 de dezembro de 2021 em qualquer nova reserva.



Atualizado em 23 abril 2020

A empresa de cruzeiros de luxo Cunard Line anunciou hoje que, em resultado do grande impacto do COVID-19, vai estender a pausa na navegação dos seus navios.

Para os navios Queen Mary 2 e Queen Victoria, a Cunard cancelará todas as partidas previstas até 31 de julho de 2020.   Quanto ao Queen Elizabeth, manter uma temporada de verão mais curta no Alasca não seria viável, pelo que a companhia de navegação decidiu tomar a prática decisão de cancelar toda a temporada no Alasca, bem como as suas partidas até 8 de setembro de 2020.

Simon Palethorpe, Presidente da Cunard, afirmou: "Estes   são tempos sem precedentes e esta situação continua a desafiar a Cunard, a nossa indústria e o mundo em geral de formas inimagináveis. Não há nada que não gostássemos mais, do que voltar a colocar a frota em movimento e dar aos nossos passageiros as suas férias de sonho, mas, com todos os encerramentos e restrições em todo o mundo, é impossível."

"Navegamos há 180 anos e esperamos que haja muitos mais.  Seremos capazes de superar estes tempos difíceis juntos e esperamos dar as boas-vindas e receber os nossos passageiros novamente, assim que for seguro."

Tal como temos feito durante esta primeira pausa para os navios, os passageiros que tinham uma reserva em qualquer um dos cruzeiros cancelados receberão 125% do que foi pago, como Future Cruise Credit.  Isto pode ser usado em qualquer saída antes do final de março de 2022. Os passageiros também podem usar este crédito para uma segunda cabine para os seus amigos ou família, ou para melhorar uma reserva já existente.

Todas as alterações nas operações e opções disponíveis para os passageiros podem ser encontradas no site da Cunard.

A Cunard continuará a monitorizar as restrições em todo o mundo, o que pode significar futuras alterações e modificações, assim vez que os navios reentrarem ao serviço



Atualizado em 30 de março de 2020

À medida que a situação do COVID-19 continua a evoluir, a Cunard tomou a decisão de prorrogar a suspensão da navegação como medida preventiva. A suspensão dura mais um mês, de 11 de abril a 15 de maio de 2020 incluído.

A Cunard continua a monitorizar as diretrizes governamentais e as restrições portuárias, o que pode causar alterações quando os navios voltarem a navegar.

Simon Palethorpe, presidente da Cunard, afirmou: "O impacto do COVID-19 está a afetar as rotinas pessoais e as empresas, bem como a impor restrições significativas de viagem em todo o mundo. Toda a equipa Cunard está ciente da necessidade de apoiar a gestão e contenção do COVID-19 numa base global. Isto inclui proteger a saúde e a segurança dos nossos passageiros e tripulantes. Portanto, o melhor é estender a pausa na navegação."

E acrescentou: "É muito cedo para saber exatamente como esta situação vai evoluir. Mas o que eu sei, da equipa da Cunard, é que vamos usar todos os nossos esforços, energia e talento para resistir a esta tempestade e sair dela mais fortes do que nunca para os nossos passageiros. Navegamos há 180 anos e esperamos que haja muitos mais. Vamos aproveitar estes tempos difíceis juntos e esperamos receber os nossos passageiros novamente a bordo, quando for a altura certa".

Os passageiros com reservas de cruzeiros com partidas entre 11 de abril e 15 de maio receberão automaticamente um Crédito de Cruzeiro futuro de 125%. Este Crédito pode ser utilizado em novas reservas de cruzeiros com partida até março de 2022. Por favor, note que a nova reserva deve ser feita até 31/12/2021.


Actualizado el 30 marzo 2020

A medida que la situación del COVID-19 continua evolucionando, Cunard ha tomado la decisión de extender la suspensión de la navegación como medida preventiva. La suspensión se prolonga un mes más, desde el 11 de abril hasta el 15 de mayo 2020 incluido. 

Cunard continua monitorizando las pautas gubernamentales y las restricciones en los puertos de escala, esto puede provocar cambios cuando los barcos vuelvan a navegar.  

Simon Palethorpe, presidente de Cunard, dijo: "El impacto del COVID-19 está afectando a las rutinas personales y a las empresas, sdí como imponer significativas restricciones de viaje en todo el mundo. Todo el equipo de Cunard es consciente de la necesidad de apoyar la gestión y contención del COVID-19 de manera global. Esto incluye la protección de la salud y seguridad de nuestros pasajeros y tripulantes. Por lo tanto es lo mejor extender la pausa en la navegación".

Añadió: "Es demasiado pronto para saber exactamente como evolucionará esta situación. Pero lo que si sé, que desde el equipo de Cunard emplearemos todos nuestros esfuerzos, energía y talento para resistir esta tormenta y salir de ella más fuertes que nunca para nuestros pasajeros. Llevamos 180 años navegando y esperamos que sean muchos más. Psaremos juntos estos tiempos dificiles y esperamos recbir a nuestros pasajeros de nuevo, a bordo, cuando sea el momento adecuado"

Los pasajeros con reservas para cruceros con salida entre el 11 de abril y el 15 de mayo recibirán automáticamente un Crédito para un Futuro crucero del 125%. Este Crédito se podrá usar en nuevas reservas para cruceros con salida hasta marzo de 2022. La nueva reserva deberá efectuarse antes del 31/12/2021. 


Atualizado a 16 de Março, 2020

Como resultado do contínuo impacto do COVID-19 e seguindo as recomendações da Associação Internacional de Cruzeiros Marítimos e da suspensão temporária das operações nos E.U.A., a Cunard decidiu a suspensão de maneira temporária e voluntária da navegação até ao dia 11 de abril de 2020.

 
Simon Palethorpe, presidente da Cunard, disse: “Tendo em conta as operações dos nossos cruzeiros e as recomendações da indústria, decidimos que nenhum passageiro nem tripulante embarcará nos nossos navios, já que se suspende a navegação até ao dia 11 de abril 2020”

“A pausa nas nossas operações fez-se como medida de precaução para travar o contágio global do COVID-19”.

Todos os passageiros diretamente afetados por esta suspensão temporária estão a ser contatados sobre as suas viagens e opções a ter em conta.

Simon Palethorpe, presidente da Cunard continuou: “São tempos difíceis e sem precedentes, nunca vividos até ao momento. Lamentamos os transtornos que estas medidas excecionais possam causar. Esperamos que todo o mundo entenda que estas medidas levam-se a cabo para salvaguardar a saúde de todos os nossos passageiros e tripulantes”.